Prós e contras de raspar o rosto feminino

Pelo? Todo mundo tem e no corpo inteiro. Como os homens, a mulherada também possui pelos faciais, embora mais finos e claros. Por mais simples que o assunto seja, recentemente, foi lançada uma discussão entre prós e contras de se raspar o rosto feminino. Algumas celebridades adotaram a técnica, e sim, cada dia surge novas adeptas.


Mas será que a prática é benéfica? Confira:

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, raspar os pelos com barbeador não faz com que eles cresçam mais grossos. A falsa impressão acontece devido ao corte deixar o pelo mais espesso.

A prática necessita cuidados. Raspar os pelos do rosto envolve o uso correto da lâmina no sentido do pelo, uso de água morna, e creme de barbear apropriado para evitar os pelos encravados, conhecidos como pseudofoliculite. Dependendo de como é retirado pode causar danos à pele, principalmente no rosto.

Combate ao envelhecimento? Sim, alguns especialistas defendem que raspar os pelos do rosto é um hábito saudável e que retarda o envelhecimento. Isto porque o procedimento ativa a produção de colágeno e reduz as rugas. Quando se raspa o rosto são removidas as células mortas, basicamente, uma esfoliação.

CONTRAS

Em algumas pessoas, o ato frequente de raspar o rosto pode fazer com que aconteçam “pequenos traumas” na pele. Estes que, com o decorrer do processo, podem acabar escurecendo ou causando manchas no rosto. Outra contraindicação é com relação a pessoas que tem acne, pois a ação mecânica de raspar pode contribuir para a piora do quadro.

Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: raspar, rosto, feminino