Dores no câncer

Capa

O diretor clínico da Santa Casa de Alfenas , Dr. Carlos Marcelo Barros, é o editor-chefe do livro Tratado de Dor Oncológica - Sobramid (Atheneu, 2019), primeira obra da literatura científica nacional, única no mundo em língua portuguesa a abordar o tema de forma tão ampla fornecendo subsídios para os profissionais que lidam com o manejo da dor do câncer.

O subtratamento da dor oncológica é um importante problema de saúde pública. No mundo, o índice supera 30%; no Brasil — que deverá registrar 1.2 milhão de novos casos de câncer entre 2018/19, segundo o INCA —, o percentual é sabidamente maior, embora não haja levantamentos nacionais nesse sentido.

Além disso, apenas 3% dos pacientes são tratados por especialistas em dor, segundo estudos europeus. Um estudo feito em um centro de cuidados paliativos no Canadá constatou que a dor intensa aumenta em 37% a chance de o paciente ter vontade de morrer (o percentual sobe para 96% em caso de dores recentes). Desde que a eutanásia foi legalizada na Holanda, 78% das solicitações foram feitas por pessoas com câncer, a grande maioria com dores.

Avanço importante O livro, Tratado de Dor Oncológica Sobramid (Atheneu, 2019), obra capitaneada por Dr. Carlos Marcelo de Barros - Fellow of Interventional Pain Practice pelo Instituto Mundial de Dor (WIP - World Institute of Pain) — preenche uma lacuna na literatura científica nacional, pois até então nenhuma outra fornecia de forma tão ampla subsídios para os profissionais que lidam com o manejo da dor oncológica.

Dr. Carlos Marcelo, que é diretor clínico da Santa Casa de Alfenas e fundador da Plenus, uma das poucas unidades do SUS
a contar com um espaço exclusivo para o tratamento da dor, na unidade oncológica, inclusive com Tratamento Intervencionista,
vislumbra na publicação um passo na longa caminhada que o Brasil ainda terá pela frente.

“Todo local que recebe pacientes com câncer deveria possuir um centro para essa finalidade, mas, por enquanto, o atendimento existe em poucas ilhas de excelência. E as iniciativas são ainda mais isoladas na rede pública”, lamenta.

“Infelizmente, costumamos receber os pacientes já em estágio avançado, com forte comprometimento físico e até perda funcional. O alívio da dor traz uma perspectiva mais amena para o tratamento do câncer e ajuda, em alguns casos, a melhorar o estado emocional do indivíduo, que convive com a sensação de finitude, mesmo entre os que não estão em situação
terminal”, relata.

O Tratado de Dor Oncológica Sobramid tem 1.240 páginas e conta com a colaboração de profissionais renomados no país e no mundo. O lançamento oficial da obra aconteceu no Rio de Janeiro, durante o V Congresso da Sociedade Brasileira de
Médicos Intervencionistas em Dor-SOBRAMID, com presença de grandes nomes nacionais e internacionais do setor.

Nossos cumprimentos e respeitos ao Dr. Carlos Marcelo de Barros! Motivo de orgulho para Alfenas.

Autor: GMI
Fonte:
tags: #santacasa #oncologia #drcarlos
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs