ENTENDA O QUE É O TRANSTORNO OPOSITIVODESAFIADOR (TOD)

Agressividade, irritação, comportamento vingativo e recusa em obedecer às regras podem ser sintomas do TOD


Quem de nós nunca se deparou com uma criança extremamente opositiva, desafiadora, que discute por qualquer coisa e que costuma sempre se indispor com os demais de seu grupo ou de sua família? Se você conhece uma criança assim, provavelmente ela tem Transtorno Opositivo-Desafiador.

De acordo com a CID 10 – F.91.3 (Classificação Internacional de Doenças), o TOD – Transtorno Desafiador Opositivo é um “tipo de transtorno de conduta que ocorre habitualmente em crianças jovens, caracterizado essencialmente por um comportamento provocador, desobediente ou perturbador, e não acompanhado de comportamentos delituosos ou de condutas agressivas ou dissociais graves”.

Manifesta-se na infância antes dos 8 anos de idade, e pode agravar-se na adolescência. Geralmente inicia-se no ambiente doméstico e estende-se para outros ambientes e situações. A prevalência é mais comum em meninos do que meninas. Não existe uma causa específica para este transtorno, mas acredita-se que fatores genéticos associados a desencadeadores domésticos podem estar associados. O TOD é mais comum em filhos de pais que apresentam transtornos de conduta, humor, personalidade antissocial ou uso abusivo de drogas, e também nos casos de separação dos pais e alienação parental, quando a criança vivencia situações e experiências negativas.

Por isso, o diagnóstico de TOD deve ser bastante criterioso e, pelo menos quatro das características abaixo deverão estar presentes:

-Frequentemente perde a paciência;

- Frequentemente discute com adultos;

- Frequentemente desafia ou se recusa ativamente a obedecer às solicitações ou regras dos adultos;

- Frequentemente perturba as pessoas de forma deliberada;

- Frequentemente responsabiliza os outros por seus erros ou mau comportamento;

- Frequentemente se aborrece sem motivos;

- Frequentemente mostra-se enraivecido e ressentido;

- Frequentemente é rancoroso ou vingativo.

A intervenção e tratamento precoce do TOD são fundamentais e o tratamento deve ser conduzido por profissionais especializados como neurologista ou psiquiatra infantil.

Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: tod, psiquiatria, transtorno
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs