Templo Maçônico da Alfenas Livre é aberto à comunidade alfenense

sociedade

Em uma iniciativa inédita, a Loja Maçônica Alfenas Livre abriu o seu Templo para que a comunidade Alfenense pudesse conhecer um pouco da história desta centenária Loja, que no mês de outubro completou 118 anos de fundação. Na oportunidade, os visitantes esclareceram suas dúvidas sobre o que é a Maçonaria, seus símbolos e seus propósitos.

Assim que chegavam ao Templo, os visitantes eram apresentados à Galeria dos ex-veneráveis, ou seja, aqueles que dirigiram os trabalhos da Loja, hoje presidida pelo venerável Paulo Cezar Ribeiro. Desde a sua fundação, a Alfenas Livre já teve 41 veneráveis, muitos dos quais nomes de rua da cidade. O seu primeiro presidente foi o maçom João Vieira da Cunha, que também foi o primeiro juiz da comarca de Alfenas. Com a sua história entrelaçada à história do próprio município, que completou 150 anos de emancipação política, muitas foram as personalidades alfenenses que compuseram o seu quadro, inclusive ex-prefeito. Conduzidos pelo maçom Fuad Haddad, os visitantes conheceram o interior do Templo, que para muitas pessoas é algo misterioso e que desperta curiosidades. O espaço, que tem como base as Igrejas Cristãs e o parlamento britânico, foi constituído a partir de 1775, em Londres, na Inglaterra e é adotado pela Maçonaria em todo mundo. A rica ornamentação, que pode variar de um Templo para outro, tem como finalidade transmitir o conhecimento, de todos os segmentos, ligado a diferentes culturas e da filosofia do mundo. É neste ambiente que os maçons desenvolvem estudos cuja missão é buscar o aperfeiçoamento do homem.

Jurisdicionada ao Grande Oriente do Brasil – MG e Federada ao Grande Oriente do Brasil, a Loja Maçônica Alfenas Livre 0759 se orgulha da história que construiu junto à comunidade alfenense e está de portas abertas para receber e esclarecer dúvidas
que possam desmitificar o que é a maçonaria, instituição que no Brasil foi responsável por influenciar a independência do
país e que, entre outras autoridades militares, civis e religiosas de seu quadro, teve como grão mestre Dom Pedro I.

Autor: GMI
Fonte:
tags: #templo #maconaria #visita
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs