Mitos e verdades: quando devo fazer a revisão do meu carro?

Todo carro necessita de manutenção. Por mais modernos que os veículos se tornem, eles nunca irão dispensar vistorias periódicas, que são importantíssimas tanto para conservação do carro quanto para a segurança. Quando se trata de revisões, existe uma série de dúvidas que ainda assombram alguns motoristas como:


QUANDO FAZER A REVISÃO?

A regra básica da revisão do carro sinaliza que ela deve ser feita a cada dez mil quilômetros rodados. Essa margem foi construída porque os primeiros desgastes começam a surgir após o carro já ter rodado durante algum tempo.

Algumas peças, como os bicos injetores de combustível, só precisam ser limpas após 30 mil quilômetros, enquanto os filtros de combustível requerem substituição a partir dos 10 mil quilômetros.

Portanto, para não deixar nenhuma peça para trás ou para não substituir algo antes do tempo, confira uma lista com as quilometragens ideais para a troca de alguns componentes:

- Alinhamento e balanceamento a cada 10 mil km.

- Substituição das velas a cada 20 mil km.

- Componentes de freio devem ser revisados a cada 10 mil km.

- Troca de óleo a cada 6 meses ou 10 mil km (é importante conferir o tipo de óleo ideal).

DE OLHO NA GARANTIA

Carros novos muitas vezes saem da concessionária com acordos de revisão gratuita até o fim da garantia. Por isso, fique atento para não pagar por serviços que você já adquiriu. O motorista deve ficar atento aos itens vistoriados e às peças que constam na revisão da garantia, para que não sejam inseridos na vistoria itens que vão necessitar de trocas ou reparos só depois de mais tempo rodado. Essa estratégia acontece em algumas oficinas com o intuito de encarecer os serviços, então, no momento de escolher os responsáveis pela vistoria do seu carro, opte por empresas que prezam pela qualidade e atendimento diferenciado.

MITOS DA REVISÃO

Alguns itens oferecidos são as famosas “furadas” e devem ser evitados a todo custo pelos motoristas. Serviços como descontaminação de motor, aditivo para óleos e cristalização do carro (quando feita antes de pelo menos um ano de uso do veículo) são estratégias para encarecer os serviços. Tratam-se de supérfluos que podem ser descartados das revisões. Lembre-se de, sempre que necessário, fazer uma listagem das peças que apontaram necessidade de troca ou reparo e consultar alguém de sua confiança para atestar a real necessidade de se fazer o serviço.

NUNCA DEIXE DE REVISAR

Mesmo que você esteja na dúvida quanto ao que precisa ou não ser revisado, nunca deixe de fazer as checagens. Muitos motoristas são pegos de surpresa e ninguém gosta de ficar com o carro quebrado na rua ou na estrada. Revisão é, acima de tudo, segurança para a tripulação do veículo, por isso nunca deixe de realizá-la.

Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: revisão, carro, manutenção
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs