De férias com o corpo em forma e a mente relaxada

Praticar esportes junto à natureza é uma bela receita de saúde


A prática requer a realização de um checkup prévio e de atenção aos detalhes de segurança para que cada atividade seja aproveitada com o máximo prazer.

Os esportes na natureza são indicados para todas as idades, desde que respeitadas as habilidades e o condicionamento de cada indivíduo. É importante ter a orientação de um instrutor e sempre utilizar os equipamentos de segurança necessários.

Os esportes mais praticados são:

Trekking


É o mais simples dos esportes de aventura. Consiste de uma caminhada, na qual se vai de um ponto a outro por meio de trilhas. Os percursos podem ser menores, cumpridos em poucas horas, ou bem longos e levar dias.

O caminho de Santiago de Compostela é um dos trekkings mais tradicionais do mundo. A travessia tem 746 quilômetros, começa na França, passa pelo norte da Espanha e termina na Galícia, província no noroeste da Espanha.

O trekking exige leve condicionamento cardiovascular e muscular, além de utilizar poucos equipamentos de segurança e ser a atividade mais similar ao cotidiano.

Equipamentos

Calçados: são os acessórios mais importantes do trekking. Precisam ser resistentes e confortáveis.

Calças: prefira os tecidos sintéticos que permitam a evaporação da água com rapidez.

Mochilas: o tamanho está relacionado ao tempo do trekking. Para as travessias curtas, uma de 5 litros é suficiente. Evite levar excesso de bagagem.

Bastão de caminhada (stake): utilizado como apoio durante as travessias, em especial nas descidas.

GPS (Global Positioning System): espécie de bússola digital que facilita traçar caminhos por meio de imagens enviadas por satélite. Pode ser bastante útil no trekking.

 

Rapel


Técnica vertical, utilizada para descidas, com ajuda de cordas e uma espécie de cadeira – “vestida” como se fosse um calção.

É preciso coragem, o principal ingrediente do rapel. Como o objetivo é transpor obstáculos, a prática é feita em cachoeiras, montanhas e até nas grandes cidades - em prédios, viadutos e paredões.

Equipamentos

Cordas: precisam ser de alta qualidade, as mais utilizadas são as de poliamida - fibra sintética resistente ao atrito.

Mosquetão: espécie de argola de alumínio ou aço – é utilizada para prender o praticante à corda.

Freios: são a ligação entre a corda e o praticante.

Cadeirinha: feita em nylon resistente, mantém o praticante preso à corda em caso de escorregão.


Escalada


Consiste em explorar montanhas com técnicas e equipamentos de segurança. Não deve ser feita por uma pessoa que esteja sozinha e tenha pouca experiência.

Requer força, resistência e flexibilidade, além de coragem. Para os iniciantes, é mais indicado iniciar a prática em paredes artificiais, que simulam as características da montanha e podem ajudar no aprendizado das técnicas de escalada e na familiarização com os equipamentos de segurança.

Equipamentos

Capacete: essencial nas escaladas em rocha porque é comum rolarem pedregulhos montanha abaixo.

Mosquetão: espécie de argola de alumínio ou aço – é utilizado para prender o praticante à rocha ou aos seus equipamentos.

Saco de magnésio: utilizado para armazenar pó de magnésio. A substância é usada para manter secas as mãos do praticante.

Corda: é o que liga o praticante à rocha, ou seja, essencial nesse esporte, precisa ser de alta qualidade.

Sapatilha: calçado especial confeccionado com borracha bastante aderente.

Cadeirinha: é um dos mais importantes equipamentos de segurança, mantém o praticante preso à corda em caso de escorregão.

Freios: utilizados para travar a corda em caso de escorregões ou trancos.

 

Rafting


É um esporte de equipe que exige bastante sincronia dos praticantes para chegar ao objetivo: descer rios com corredeiras a bordo de botes infláveis.

Pré-requisitos

Exige treino e sintonia entre a equipe, além de sempre ser praticado junto a instrutores experientes. É uma atividade com momentos de alta intensidade nas remadas e nos trechos de corredeira, por isso exige força, resistência e flexibilidade.

É preciso conhecer a classificação universal das corredeiras antes de se aventurar. Para os iniciantes é recomendado praticar rafting apenas em rios de classificação I e II, que apresentam corredeiras lisas, estáveis e pequenas, chegando no máximo a 1m de altura.

Equipamentos

Capacete: item indispensável, utilizado para absorver impactos durante a prática.

Colete salva-vidas: não pode ser deixado de lado nem por quem sabe nadar. Deve ficar bem preso ao corpo e ter boa capacidade de flutuação.

Calçados: há os específicos para esse esporte, feitos de borracha e com sola antiderrapante. Mas, para a prática inicial, um tênis que possa ser molhado já protege os pés dos choques com pedras em eventuais tombos.

Roupa de neoprene: mantém a temperatura do corpo, sendo indicada para os locais em que a água é muito gelada.

 

Agora que você já conhece um pouco mais desses esportes radicais, com um bom instrutor é possível praticar em várias partes da nossa região maravilhosa região.

Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: férias, esportes, radicais
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs