Férias na praia

Sol, calor, mar, vento... tudo isso é maravilhoso, mas com sua pele protegida é ainda melhor


O destino de férias de muitos brasileiros é, sem dúvida, o litoral. O que muita gente esquece é que, os raios solares no nosso Brasil Tropical no verão pode causar danos irreversíveis à saúde. Isso não quer dizer que você tenha que mudar o destino, basta ter alguns cuidados que você pode sim curtir o verão na praia sem preocupações.

Bem antes da viagem

Foi-se o tempo em que proteção solar era algo para se pensar somente no dia de ir à praia ou à piscina. Hoje a palavra de ordem é usá-la todos os dias, mesmo para quem fica em ambientes fechados. E para quem ainda não conhece, apresentamos as “Cápsulas fotoprotetoras”. Mas o que é isso? Um tipo de filtro solar em cápsulas? Sim! É exatamente isso.

Para enfrentar os longos períodos de exposição aos raios solares durante o verão a grande dica é a combinação de fotoprotetores orais (em cápsulas) com filtros solares tópicos. A ação conjunta das duas fórmulas combate com mais eficácia os males causados pelos raios ultravioletas.

Você pode e deve começar o uso bem antes de viajar. Um cuidado que pouca gente conhece e que promove resultados que vão impressionar quem usa.

Durante

Com certeza você vai curtir vários dias na praia. Não esqueça de que o uso frequente do protetor solar é indispensável. Aplique generosamente o filtro solar, 20 a 30 minutos antes de sair ao sol. Este é o tempo necessário para a estabilização do protetor solar na pele, de modo que sua ação ocorra com maior eficácia.

Faça isso de preferência em casa, sem pressa. Lembre-se de reaplicar o filtro a cada 2 horas ou após mergulhar.

Use filtro solar com FPS 30 ou maior. FPS é a abreviação de Fator de Proteção Solar e significa que usando um filtro com FPS 30 sua pele levará 30 vezes mais tempo para ficar vermelha do que sem proteção. Pessoas de pele muito escura podem usar filtros solares com fator de proteção 15.

Peles claras e pessoas ruivas exigem maiores cuidados, pois são mais propensas ao câncer da pele. Pessoas de pele muito clara raramente se bronzeiam, portanto não insista em querer se bronzear, você só vai se queimar e danificar sua pele.

E não se esqueça, mormaço também queima. Não se engane. Mesmo nos dias nublados, até 80% da radiação ultravioleta pode atravessar as nuvens e chegar à Terra. Portanto, use filtros solares também nestes dias.

Se você insiste em se bronzear…

Se você é daqueles que não dispensa de jeito nenhum o bronzeado no verão, pelo menos saiba como se bronzear sem se queimar.

Antes de mais nada, nunca tente adquirir a cor de um verão inteiro no primeiro dia de férias. Você deve entender que o bronzeado só vai começar a aparecer 48 a 72 horas após a primeira exposição solar. Este é o tempo necessário para que a melanina (pigmento que dá cor à pele) seja produzida e liberada pelas células. É um processo gradual e não adianta exagerar no sol para tentar apressá-lo.

Proceda assim: durante a primeira semana, chegue na praia antes das 9 horas, exponha-se por 20 minutos ao sol e então aplique generosamente o protetor solar, sempre com FPS 15 ou maior. Lembre-se de que o protetor leva de 20 a 30 minutos para atingir sua proteção máxima e de que, mesmo com filtro solar, uma parte da radiação ultravioleta está atingindo sua pele e estimulando o bronzeamento.

Reaplique o protetor a cada 2 horas ou sempre que mergulhar ou suar muito. Não esqueça de usar bonés e barraca de praia, principalmente no horário entre 10 e 16 horas.

Acredite e experimente, em poucos dias você estará com a cor desejada e sem queimaduras. É fácil ver se está funcionando. A partir do terceiro dia, verifique sua marca de biquíni ou calção, você vai ver a diferença. Uma vez que você adquiriu seu bronzeado, basta continuar o esquema acima para manter a cor e sua pele estará mais

A cor da pele e a reação ao sol definem os fototipos

Para efeito de classificação, foram determinados 6 fototipos cutâneos que variam da pele mais clara (fototipo 1) à pele negra (fototipo 6), aumentando de acordo com a quantidade de melanina de cada fototipo e com o tipo de reação de cada um deles à exposição solar.

Quanto menor o fototipo cutâneo, maiores devem ser os cuidadoscom o sol, pois a pele é mais sensível ao dano provocado pela radiação ultra-violeta.

- Pessoas com fototipos baixos devem sempre usar protetores com FPS alto, além de proteção física (chapéu, barracas, etc.) para evitar as queimaduras solares, principalmente durante o verão, quando são mais frequentes devido à maior quantidade da radiação ultra-violeta B, ressaltando-se que o menor FPS recomendado é o 30.

- Pessoas com fototipos 5 ou 6 podem usar filtros solares com FPS menores, como o 15, pois a pele é naturalmente mais resistente ao sol.

Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: férias, praia, pele
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs