O churrasco nosso do final de semana...

Quando se fala em churrasco, duas coisas são mais do que certas: todo mundo ama, mas cada um tem seu próprio jeito de assar a carne. Mesmo assim, algumas dicas podem deixar seu churrasco ainda mais gostoso, pois preparar um bom churrasco não significa apenas assar carnes, a ocasião tem muito mais a oferecer.


Quer aprender alguns truques? A GMI traz para você.

Churrasco é um evento, não uma refeição

Momento de reunir os amigos e a família para, durante horas, saborear bons pedaços de carne, o churrasco não é uma simples refeição, é um evento. Não se come e vai embora. Não se come churrasco com pratos individuais, arroz e salada. Não. Isso é churrasco que se come em churrascaria. Churrasco entre amigos é outra história.

A tradição gaúcha remete ao companheirismo, à confraternização. São aqueles momentos que você decide reunir as pessoas mais queridas e criar, como bom anfitrião, um período gastronômico. Nele, durante algumas horas, você vai servir, aos poucos, pedaços de carne esfiletados na tábua para que seus amigos possam comer devagar. Sem pressa. É um ritual, uma arte.

A anfitrionagem

Se você se propõe a promover um churrasco, você precisa ter espírito de anfitrião. Precisa se preocupar com as variáveis atreladas. Muitas pessoas acabam se fixando na carne e esquecem de outros fatores que podem fazer com que seu churrasco seja nota 10 ou 0.

Música

Se o churrasco não é uma simples refeição, mas sim, um momento de confraternização, um sonzinho vai ajudar bastante na socialização das pessoas. Você não precisa de um DJ. Uma boa playlist de músicas já deve dar conta do recado. Como bom anfitrião, certifique-se do gosto musical dos convidados e tente agradar a todos.

Entrada

Como o churrasco pode demorar um pouco para começar a ser servido, é interessante você pensar em alguns petiscos de entrada para oferecer às visitas. Um coquetel com castanhas, amendoins, damascos, passas de uva etc. são ótimas opções.

Bebida

Última das variáveis mas certamente uma das mais importantes. Como todo brasileiro, a opção de chopp ou cerveja – extra gelada, é imprescindível. Há quem diga que não há churrasco sem essas duas bebidas.

Para agradar os mais variados gostos, opte também pela boa e velha caipiroska. Compre 3 ou 4 diferentes tipos de frutas (limão, tangerina, caju e abacaxi são as variedades de frutas mais pedidas).

Quantidade de carne

Sempre existirão aqueles que comem bem pouco (algo como 200 gramas) e aqueles que devoram 1 kg de carne.

Precisamos chegar a um meio termo. Use em média 400 gramas por pessoa se for carne sem osso. Se a carne tiver osso, como costela, podemos facilmente pensar em 600 gramas por pessoa.

Portanto, se você for planejar um churrasco para 10 pessoas, somente com carnes sem osso, uma quantidade razoável de carne é 4 kg.

Temperos

Se você preparar carne de boi, a recomendação é utilizar somente sal grosso. Já se a sua pedida for por uma carne de frango, suíno ou outra carne branca, é recomendável que se utilize de temperos como limão, pimenta do reino, alecrim etc.

Salgue a carne instantes antes dela ir para o fogo. Em todos os casos, é fundamental bater a carne ao tirá-la do fogo. Assim, o excesso de sal é retirado.

Carnes preferidas

Dê muita atenção na compra da carne. Escolha bem e não se apresse nessa hora. Leve em consideração que carnes com gordura vão sempre ser melhores do que carnes magras. Procure carnes com camadas uniformes de gordura. Outro fator muito importante é analisar a procedência. Jamais compre em qualquer lugar.

E para os vegetarianos?

Para agradar a todos, prepare outros alimentos na churrasqueira.

Legumes funcionam muito bem. Abobrinha, batata, cebola, tomate e pimentões sempre rendem aplausos.

Com um pouco de sal, pimenta do reino e bastante azeite, até os fãs de carne disputam os pedaços.

Outro achado é o palmito pupunha. Enrole em papel laminado e coloque direto na brasa por cerca de 1 hora. Abra, coloque sal e manteiga. É delicioso.

Autor: GMI
Fonte:
tags: churrasco, dicas, modo de preparo