Vegetarianismo

Uma corrente dietética que estipula a alimentação exclusivamente vegetal, com abstenção de todos os ingredientes de origem animal


Segundo a Sociedade Vegetariana Brasileira, é considerado vegetariano todo aquele que exclui da sua alimentação todos os tipos de carne, aves e peixes e seus derivados, podendo ou não utilizar laticínios ou ovos. O vegetarianismo inclui o veganismo, que é a prática de não utilizar produtos oriundos do reino animal para nenhum fim (alimentar, higiênico, de vestuário etc.)”

Quais os tipos de vegetarianos?

O indivíduo que segue a dieta vegetariana pode ser classificado de acordo com o consumo de subprodutos animais (ovos e laticínios):

- Ovolactovegetariano: é o vegetariano que utiliza ovos, leite e laticínios na alimentação.

- Lactovegetariano: é o vegetariano que não utiliza ovos, mas faz uso de leite e laticínios.

- Ovovegetariano: é o vegetariano que não utiliza laticínios, mas consome ovos.

- Vegetariano Estrito: é o vegetariano que não utiliza nenhum derivado animal na sua alimentação. É também conhecido como vegetariano puro.

- Vegano: é o indivíduo vegetariano estrito que recusa o uso de componentes animais não alimentícios, como vestimentas de couro, lã e seda, assim como produtos testados em animais.

São diversos os motivos que levam os indivíduos a se tornarem vegetarianos, entre eles:

1) Ética: a noção de que os animais são seres sencientes (capazes de sofrer ou sentir prazer e felicidade) leva o indivíduo a não querer ser co-responsável pelo abate e, muitas vezes, com qualquer outra forma de utilização e exploração de animais para fins alimentícios, cosméticos, como vestuário etc.

2)  Saúde: diversos estudos associam efeitos positivos à saúde com a maior utilização de produtos de origem vegetal e restrição de produtos oriundos do reino animal.

3) Meio-ambiente: Segundo a FAO (Food and Agriculture Organization), de todas as atividades humanas, a pecuária é a maior responsável por erosão de solos e contaminação de mananciais aquíferos.

4) Espirituais e religiosos: religiões como o adventismo, espiritismo, hinduísmo, jainismo, zoroastrismo e budismo preconizam, em muitos casos, a adoção da dieta vegetariana.

5) Ioga: muitos praticantes de ioga adotam a dieta vegetariana com base em princípios energéticos, éticos ou de saúde.

6) Filosofia.

As dietas vegetarianas

Com o devido planejamento, as dietas vegetarianas são seguras, como qualquer dieta com ou sem carne. Quando bem planejadas, COMO TODAS DEVEM SER, as dietas vegetarianas promovem o crescimento e desenvolvimento adequados e podem ser adotadas em qualquer ciclo da vida, inclusive na gestação e na infância.

Quanto às proteínas

De forma geral, a proteína não é fator de preocupação nas dietas vegetarianas.

A combinação de alimentos de grupos diferentes fornece todos os aminoácidos em quantidade ótima. TODOS OS AMINOÁCIDOS ESSENCIAIS SÃO ENCONTRADOS EM ABUNDÂNCIA NO REINO VEGETAL!

Os benefícios à saúde

Não há estudos demonstrando aumento de doenças em grupos vegetarianos. Populações vegetarianas têm risco reduzido de cardiopatias, câncer, diabetes, obesidade, doenças da vesícula biliar e hipertensão. Mas é importante que fique claro: a dieta vegetariana pode levar ao emagrecimento, à manutenção do peso e à obesidade.  TUDO DEPENDE DA ELABORAÇÃO DA DIETA, DO ESTILO DE VIDA E DA COMPOSIÇÃO METABÓLICA DO INDIVÍDUO.

NÃO FAÇA DIETA OU ESCOLHAS POR CONTA PRÓPRIA. CONSULTE UM NUTRICIONISTA.


Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: vegetarianismo, nutirção, alimentação
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs