Pele saudável no inverno

Dermatologia

Durante as estações mais frias do ano, os cuidados com a pele são essenciais para proteção contra agentes externos, poluição e até microorganismos como: fungos, bactérias e vírus. Nessa época, há uma tendência maior de desidratação da pele, já que existe uma redução natural de ingestão de água. Além disso, os banhos quentes e demorados comuns nesses dias aumentam ainda mais o problema.
O resultado de tudo isso é o aparecimento de irritações, alergias (eczemas), coceiras e propensão ao aparecimento de infecções, como micoses e ressecamento.
Além disso, é durante o inverno que algumas doenças podem aparecer por causa do ressecamento da pele. Entre elas, a dermatite seborreica e a dermatite atópica:

Dermatite seborreica: Ocorre principalmente nas regiões que contenham pelos, como face e couro cabeludo. É uma descamação da pele causada pela desregulação sebácea. As manifestações mais frequentes são caracterizadas por intensa produção de oleosidade, descamação e prurido (coceira). 

A descamação pode causar caspa, que varia desde fina até a formação de grandes crostas aderidas ao couro cabeludo,
a seborreia. A coceira, que pode ser intensa, é um sintoma frequente nesta região e também pode estar presente com menor intensidade nas outras localizações.


Dermatite atópica: Quem sofre de atopia pode apresentar também asma ou rinite alérgica. O principal sintoma é a coceira, que pode começar antes mesmo das lesões cutâneas se manifestarem e pode atingir a face, tronco e membros. Na infância, as lesões são avermelhadas e escamam. Nos adolescentes e adultos, as lesões localizam-se preferencialmente nas áreas de dobras da pele, como a região posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços. A pele desses locais torna-se mais grossa, áspera e escurecida.


Segundo o dermatologista Dr. Cláudio Lelis, o ideal para manter a pele hidratada e ficar livre de doenças é:

- Beber no mínimo dois litros de água por dia.

- Evitar banhos quentes e muito demorados e uso de buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele. - Usar o hidratante com aquele vaporzinho pós-banho, que ajuda na penetração do creme.

- Para peles oleosas, e acneicas, evitar hidratante comum no rosto, usar oil free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax).

- Os lábios também costumam ressecar muito no inverno.

- É importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras.

- Usar filtro solar diariamente.


E lembre-se, o inverno é ainda uma ótima época para realizar procedimentos dermatológicos (como peelings e tratamentos a laser) e realizar tratamentos clareadores ou com ácidos, que requerem que o paciente evite a exposição ao sol. Consulte seu dermatologista de confiança e aproveite para cuidar ainda mais da pele nessa estação!

Autor: Dr. Cláudio de Lelis Filgueiras de Souza Dermatologista CRM-MG 27390/RQE 16078
Fonte:
tags: pele, dermatite, dermatologia.
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs