Saúde do homem

Cuidar da saúde é uma questão cultural. Enquanto as mulheres aprendem, desde cedo, que é preciso ir regularmente ao ginecologista – e, depois, quando se tornam mães, que é preciso levar os bebês ao pediatra –, os homens não são criados com esse hábito.


É raro encontrarmos um homem que vá ao médico por livre e espontânea vontade, sem sentir nada, apenas para ver se a saúde vai bem.  Eles são minoria.

“Prevenir é melhor remédio”, homens: isso vale para vocês também

Isso  faz todo sentido quando o assunto é saúde, mesmo que a agenda esteja lotada. É preciso fazer sobrar tempo para ir ao médico entre um compromisso e outro.

No Brasil, os problemas cardiovasculares estão entre as principais causas de morte – e entre os homens a incidência é maior. Isso se reflete diretamente nos consultórios dos cardiologistas, onde os homens são maioria, ainda que não esmagadora. Geralmente a proporção é de 60% homens e 40% mulheres. O importante é que as doenças do coração e do sistema circulatório podem ser prevenidas.

A prevenção pode ser feita com check-up periódico para controle dos fatores de riscos cardiovasculares, como sobrepeso, obesidade, diabetes, colesterol, hipertensão arterial, entre outros.

Mas, quando se fala em prevenção, não basta ir ao médico periodicamente. Se não houver mudança de hábitos, de nada vai adiantar fazer visitas regulares. Evitar o cigarro e o álcool em excesso, alimentar-se de forma saudável, reservar um tempo para o lazer, para o convívio com a família e para desenvolver a espiritualidade também fazem parte de uma atitude preventiva.

Vencer preconceitos

Os idosos passam a se cuidar mais para prevenir doenças crônicas que aparecem como tempo

Outro problema entre os homens são os preconceitos com determinados exames. Como o que detecta câncer de próstata, outra das principais causas de morte. O diagnóstico traz boas chances aos pacientes, mas para isso é preciso quebrar o tabu e realizar o exame de toque retal periodicamente. No caso dos homens que apresentam história familiar de câncer de próstata em primeiro grau, a prevenção deve começar a partir dos 40 anos.

Assim como os casados, os homens de mais idade passam a se preocupar mais com a saúde. As esposas realizam “forças-tarefas” para que haja visitas periódicas ao urologista, ao cardiologista ou ao clínico geral. Os idosos passam a se cuidar mais para prevenir doenças crônicas que aparecem com o tempo.

Exames essenciais

Para saber como está a saúde, vale acompanhar possíveis fatores de risco fazendo um check-up anual. A história clínica e o exame físico devem nortear a solicitação de exames, que deve ser personalizada ao máximo.

Os especialistas recomendam...

-Deixe de lado o sedentarismo: pelo menos 30 minutos de caminhada por dia, pelo menos cinco dias por semana.

-Alimente-se de forma saudável para controlar o sobrepeso: de cinco a seis pequenas refeições ao dia, ricas em frutas, legumes e verduras.

-Mude o ritmo da vida profissional: é preciso buscar equilíbrio entre os diversos papeis que se tem na sociedade e na família. Isso promove felicidade e alegria de viver.

Confira os principais exames do check-up masculino:

-Exames de sangue para verificar os níveis de colesterol total e frações, triglicérides, glicemia e insulina

-Avaliação de calcificação em coronária

-Função hepática

-Ácido úrico

-Câncer de próstata: dosagem da enzima PSA

-Câncer de cólon: colonoscopia

-Função pulmonar, indicada aos fumantes

-Raio X de tórax para avaliar os órgãos sólidos


 


 


 


 


Autor: GMI
Fonte: GMI
tags: saúde, homem, prevenção
hair wigs remy hair extensions cheap hair extensions human hair wigs